Karl Marx (1818-1883).
Karl Marx (1818-1883).

Filósofo, cientista social, economista e revolucionário, Karl Heinrich Marx nasceu em Trier, Alemanha, a 5 de maio de 1818. Estudou na Universidade de Berlim, interessando-se principalmente pelas ideias do filósofo Georg Friedch Hegel. Formou-se pela Universidade de Iena em 1814.

Grandes mestres das Ciências Sociais
  1. Jean-Jacques Rousseau
  2. Auguste Comte
  3. Karl Marx
  4. Dávid Émile Durkheim
  5. Max Weber
  6. Bronislaw Kasper Malinowski
  7. Karl Mannheim
  8. Charles Wright Mills
  9. Claude Lévi-Strauss
  10. Gilberto Freyre
  11. Florestan Fernandes
  12. Alain Touraine

Em 1843, transferiu-se para Paris, na França. Lá conheceu Friedch Engels, um radical alemão de quem se tornaria amigo íntimo e com quem escreveria vários ensaios e livros. Influenciado por ideias socialistas, de 1845 a 1848 viveu em Bruxelas, Bélgica, onde participou de organizações clandestinas de operários e exilados.

Em 1847, redigiu com Engels o Manifesto do Partido Comunista, primeiro esboço da teoria revolucionária que, mais tarde, seria chamada de marxismo ou materialismo histórico. Nesse texto, Marx e Engels explicam que a história da humanidade é a história da luta de classes e convocam o proletariado à luta pelo socialismo.

Em 1848, quando eclodiram movimentos revolucionários em vários países europeus, Marx voltou à Alemanha, onde editou a Nova Gazeta Renana, primeiro jornal diário francamente socialista e que procurava orientar as ações do proletariado alemão. Com o fracasso da revolução, Marx e Engels fugiram para Londres, Inglaterra, onde viveram pelo resto da vida.

Em 1864, fundaram a Associação Internacional dos Trabalhadores – depois denominada Primeira Internacional – com o objetivo de lutar pelos direitos dos trabalhadores em todo o mundo. Em 1867, Marx publicou o primeiro volume de sua obra mais importante, O capital, no qual faz uma crítica radical ao capitalismo e à sociedade burguesa.

Marx foi o principal idealizador do socialismo e do comunismo revolucionário. Sua doutrina propõe a derrubada da classe dominante (a burguesia) por meio de uma revolução do proletariado e a criação de uma sociedade sem classes, na qual os meios de produção passem a ser propriedade de toda a coletividade.

Entre suas principais obras estão: Miséria da filosofia (1847), O dezoito de brumário de Luís Bonaparte (1852) e O capital (1867-1894). Em parceria co Engels, escreveu: A sagrada família (1844), A ideologia alemã (1845-1846) e o Manifesto comunista (1847).

COMPARTILHE

Faça seu comentário