Resumos de Livros

O Amante conta a descoberta do amor e do sexo por uma adolescente, filha de uma família de colonos falidos na Indochina francesa, nos anos 1930. O amor proibido da menina branca, sua entrega a um jovem chinês rico, dez anos mais velho do que ela, é também uma forma de escapar à claustrofobia e à derrocada da família, ao seu “envelhecimento” precoce, àa descoberta da sua solidão. É também a história da própria escritora.

Síntese

Nascida nos arredores de Saigon (Vietnã) pouco antes do estouro da Primeira Guerra, Marguerite Duras tornou-se um dos mais influentes nomes da literatura francesa a partir da década de 1940, escrevendo romances, peças de teatro e roteiros para cinema (Hiroshima Mon Amour, dirigido por Alain Resnais, é o mais famoso deles).

Mas foi só aos 70 anos de idade que Duras ganhou projeção internacional, com a novela O Amante, vencedora do Prêmio Goncourt de 1984 e traduzida em mais de 40 idiomas.

Filtrada por uma memória ao mesmo tempo autobiográfica e ficcional, a narrativa (que se passa em 1929) reconstitui os embates de uma adolescente que mantém relação com um oriental dez anos mais velho que ela.

Intensamente lírico e erótico, O Amante acompanha com rara felicidade a descoberta e o esgotamento da sexualidade, consumida em fogo lento pela escrita corrosiva de Duras.

Em 1991, o livro ganhou versão para o cinema pelo diretor francês Jean-Jacques Annaud.

COMPARTILHE