O período entreguerras ocorreu entre o final da Primeira Guerra Mundial e o início da Segunda Guerra Mundial. Abrangeu as décadas de vinte e de trinta e caracterizou-se por momentos de crise, preparatórios para deflagração do novo conflito mundial.

A Idade Contemporânea

O capitalismo mundial enfrentou abalos em suas estruturas políticas e econômicas, provocados pela crise de 1929, pelo surgimento do fascismo na Itália e do nazismo na Alemanha.

A crise de 1929 e o New Deal

Após a Primeira Guerra Mundial, os Estados Unidos iniciaram sua ascensão econômica e tornaram-se grande potência mundial: houve uma grande prosperidade no país, e as cotações na Bolsa de Valores de Nova York subiam continuamente. Os investidores de grande ou de pequeno porte aplicavam suas economias em títulos e ações da Bolsa, às vezes, além do que seus capitais permitiam. Os Estados Unidos haviam expandindo suas exportações, e o preço das mercadorias estava sempre aumentando, mas essa situação de grande prosperidade econômica começou a enfrentar as primeiras dificuldades em fins da década de vinte. Os países europeus tinham conseguido reerguer suas indústrias e restringiam as importações, além de muitas vezes não pagar as dívidas contraídas com os Estados Unidos. A crise financeira atingiu todos os setores da economia norte-americana, no campo e nas cidades. As cotações entraram em baixa, as ações estavam à venda, mas não havia compradores. Por isso ocorreu a crise da Bolsa de Valores de Nova York em 1929. Muitas fábricas faliram, muitos bancos fecharam, e a economia norte-americana, entrou em colapso. Esse momento histórico também ficou conhecido como a “Grande Depressão“. E sendo os Estados Unidos o país credor de muitos outros, a crise econômica atingiu praticamente o mundo inteiro.

Operários americanos desempregados, durante a grande depressão.
Operários americanos desempregados, durante a grande depressão.

Em 1933, assumiu a presidência dos EUA Franklin Delano Roosevelt. Seu principal objetivo de governo: solucionar a crise social e política pela qual o país passava. Implantou, então, uma série de medidas, o New Deal (Novo Acordo) para combater os problemas. Algumas dessas medidas foram:

  • Estabelecer um salário mínimo para a semana de quarenta horas;
  • Proibir o trabalho infantil;
  • Conceder o direito de associação dos trabalhadores;
  • Proteger os fazendeiros arruinados e os pequenos agricultores;
  • Controlar os bancos;
  • Criar um seguro-desemprego;
  • Abrir frentes de trabalho com a construção de obras públicas.
Franklin Roosevelt.
Franklin Roosevelt.

Roosevelt, apesar de muito criticado por aqueles que consideraram as medidas ilegais e injustas, conseguiu recuperar a economia norte-americana.

O Fascismo

A Itália, depois da guerra, enfrentou uma grave crise social e econômica, caracterizada por desemprego, inflação e miséria. A desordem social aumentava, sob influência de grupos agitadores. Foi nesse ambiente de caos e de fraqueza das autoridades governamentais para controlá-lo que, em 1919, Benito Mussolini fundou o Partido Fascista, de caráter político-militar. Em 1922, Mussolini organizou a Marcha sobre Roma, um desfile pela capital italiana dos membros do Partido Fascista, os “camisas negras”. Após esse episódio, Mussolini foi nomeado primeiro-ministro pelo rei Vitor Emanuel III e sua ascensão política não parou mais, até 1945, quando morreu fuzilado por guerrilheiros italianos.

Mussolini liderando a "Marcha sobre Roma" em outubro de 1922.
Mussolini liderando a “Marcha sobre Roma” em outubro de 1922.

O fascismo caracterizava-se pelo totalitarismo, nacionalismo, idealismo, romantismo, militarismo e imperialismo. Como ditador absoluto da Itália, Mussolini era chamado de “duce”. Aboliu os direitos dos cidadãos, estabeleceu a censura aos meios de comunicação, empreendeu conquistas militares, desenvolveu a agricultura, o comércio e a indústria.

O regime fascista espalhou-se por outros países como a Espanha, Portugal e Brasil – sob o governo de Getúlio Vargas.

O Nazismo

Ao término da Primeira Guerra Mundial, a Alemanha passava por um verdadeiro caos político, causado pela derrota na guerra e pela abdicação do imperador, Guilherme II. Em 1919, foi criada a República de Weimar, que enfrentaria algumas dificuldades: o desemprego, a inflação, o desabastecimento e a situação humilhante de grande perdedora de guerra.

Adolf Hitler e o Nazismo.
Adolf Hitler e o Nazismo.

Em 1921, foi criado o Partido Nacional Socialista (abreviado para o Partido Nazista) por Adolf Hitler. Os adeptos do nazismo defendiam o anti-semitismo, o nacionalismo exagerado, o militarismo, a participação do Estado no lucro das empresas e o regime totalitário.

Comício nazista, presidido por Hitler. A grandeza e pompa dos eventos nazistas ainda hoje impressionam.
Comício nazista, presidido por Hitler. A grandeza e pompa dos eventos nazistas ainda hoje impressionam.

Em 1930, Hitler venceu as eleições parlamentares com grande maioria de votos e, em 1933, com a aprovação do presidente Hindemburg, passou ao cargo de chanceler. Com a morte do presidente alemão, Hitler, além de chanceler; tornou-se o chefe de Estado e nessa qualidade dissolveu os partidos políticos, fechou sindicatos, criou os campos concentrados, para onde eram mandados não só os judeus, mas todos que se manifestassem contra o regime nazista, e criou a Gestapo, polícia política encarregada da vigilância do povo alemão. Como líder absoluto da Alemanha nazista, Hitler era chamado de “Führer”.

COMPARTILHE

Faça seu comentário