A cultura medieval foi uma verdadeira síntese de características greco-romanas, cristãs e germânicas, mas originais, pois surgiram em tempo e espaço próprios. Recebeu forte influência religiosa, uma vez que os monges em seus mosteiros preservaram muitos dos conhecimentos da Antiguidade Clássica e dedicaram-se à arte e à filosofia.

A Idade Média

Durante a Idade Média surgiram as primeiras universidades, onde os estudantes aprendiam latim, teologia, direito, medicina, música, astronomia, aritmética e gramática.

Nas artes merecem destaque a pintura, a escultura e a música. A pintura aparece na decoração do interior de igrejas: altares, paredes, vitrais e ilustrações de livros (as iluminuras). A escultura, ligada à arquitetura, aparece nos pórticos, nas colunas e nos altares das igrejas com estátuas sobre temas religiosos. Na música desenvolveram a música sacra e a música popular. As canções populares eram executadas pelos trovadores e menestréis, que se inspiravam em temas românticos e heroicos e se faziam acompanhar por um alaúde.

Na literatura, desenvolveram-se a poesia épica e lírica, cujos versos falavam das virtudes do cavaleiro, como justiça, amor, prudência e cortesia.

A filosofia medieval recebeu influências da filosofia grega, em particular do pensamento de Aristóteles. A Escolástica foi a filosofia que predominou no período, e seu nome diz respeito àqueles que pertenciam às escolas monásticas e às catedrais. Alguns filósofos medievais foram Santo Agostinho e São Tomás de Aquino.

A arquitetura foi a expressão artística mais desenvolvida no período. É representada principalmente por enormes igrejas em dois estilos, o românico e o gótico. O estilo românico caracteriza-se por construções em forma de cruz, colunas baixas e grossas, teto e arcos em abóbada e janelas estreitas. O gótico caracteriza-se por traços verticais, janelas com vitrais coloridos, paredes altas, abóbadas angulosas e arcos ogivais.

Acima, um magnífico exemplo da arquitetura medieval: o interior da catedral de Léon (Espanha), século XIII.
Acima, um magnífico exemplo da arquitetura medieval: o interior da catedral de Léon (Espanha), século XIII.
COMPARTILHE

Faça seu comentário