O Reino Monera compreende as bactérias e as cianobactérias, que são seres procariontes. Esses organismos podem viver como células isoladas, microscópicas, ou formar colônias visíveis a olho nu, compostas de muitos indivíduos.

Atualmente, os procariontes são classificados em dois grandes grupos, com base na análise do RNAr e em outras características: Archaea (arqueobactérias; archeo = antigo, primitivo) e Bacteria ou Eubacteria (bactérias e eubactérias; eu = verdadeiro).

O grupo das arqueobactérias é formado por pequeno número de espécias, que vivem na maioria dos casos em ambientes com condições ecológicas adversas para os demais seres vivos. É o caso das fontes termais (com água muito quente), onde vivem as termófilas extremas; das águas muito salinas, onde vivem as metanogênicas, produtoras de gás metano, também conhecido por gás dos pântanos. As arqueobactérias metanogênicas ocorrem também no trato digestório de animais ruminantes.

As eubactérias correspondem às demais bactérias e cianobactérias, e será nelas que deteremos nossa atenção neste artigo.

As bactérias são muitas vezes lembradas como formas nocivas aos demais seres vivos, pois podem causar doenças. Entretanto, apenas poucas espécies causam doenças nos seres humanos e em outros organismos.

As bactérias são lembradas por estragarem alimentos, decompondo-os e deixando-os impróprios ao consumo. Isso realmente ocorre, mas os procariontes são fundamentais para a manutenção da vida em nosso planeta:

  • algumas espécies atuam como decompositoras, degradando organismos mortos e com isso contribuindo para a reciclagem da matéria orgânica no planeta;
  • outras espécies são fotossintetizantes, como é o caso das cianobactérias, participando como produtoras nas cadeias alimentares e contribuindo com a liberação do oxigênio no ambiente;
  • algumas espécies são quimiossintetizantes e importantes produtoras em ambientes especiais, como as fontes termais submarinas;
  • certas espécies vivem em associação com outros organismos, trazendo-lhes benefícios, como é o caso das bactérias que ocorrem na nossa flora intestinal que produzem vitamina K;
  • algumas espécies são usadas na indústria de alimentos para a produção de iogurtes e outros produtos.

Veremos adiante um pouco sobre a estrutura, reprodução e o metabolismo desses interessantes organismos e abordaremos as bactérias patogênicas para a espécie humana.

COMPARTILHE

Faça seu comentário