Adam Smith.Quem foi: Economista escocês
Data do Nascimento: 05/06/1723
Data da Morte: 17/07/1790 (aos 67 anos)
Última atualização: 05/06/2015

Adam Smith, (1723-1790) foi um economista e filósofo escocês. Considerado o pai da economia moderna. O mais importante teórico do liberalismo econômico do século XVIII. Sua principal obra “A Riqueza das Nações“, é referência para os economistas.

Adam Smith (1723-1790) nasceu em Kirkcaldy, Escócia, no dia 5 de junho de 1723. Filho do advogado Adam Smith e de Margaret Douglas, ficou órfão aos dois anos de idade. Fez o curso secundário no Burgh School of Kirkcaldy. Estudou Filosofia em Glasgow, na Universidade de Edimburgo e em 1740, ingressou no Balliol College da Universidade de Oxford.

Radicado em Edimburgo, em 1748, deu cursos sobre ética e economia até ser nomeado professor de Lógica, na Universidade de Glasgow, em 1751. Assumiu a cátedra de Filosofia Moral, em 1752. Publicou seu principal tratado, “Teoria dos Sentimentos Morais” (1759). Torna-se tutor do duque de Buccleuch, com ele viajou pela França e Suíça entre 1763 e 1766, onde teve contato com os fisiocratas, como Voltaire e François Quesnay.

De volta à Escócia abandonou a atividade acadêmica e alternou sua residência entre Kirkcaldy e Londres. Publicou sua obra principal, “A Riqueza das Nações” (1776), obra que teve importância fundamental para o desenvolvimento do capitalismo. Pregava a não intervenção do Estado na economia e um Estado limitado às funções de guardião da segurança pública, mantenedor da ordem e garantia da propriedade privada.

Adam Smith defendia a liberdade contratual, pela qual, patrões e empregados seriam livres para negociar os contratos de trabalho. Em 1777, foi nomeado inspetor de alfândega em Edimburgo, onde passou o resto da vida, e encerrou sua carreira profissional como reitor da Universidade de Glasgow. Postumamente ainda foi publicado “Essays on Philosophical Subjects” (1795).

Adam Smith faleceu em Edimburgo, Escócia, no dia 17 de julho de 1790.

FONTEeBiografia
COMPARTILHE

Faça seu comentário