A palavra “teatro” pode ser entendida de duas maneiras. Na primeira, o teatro é a arte de representar, de interpretar um papel. Representar é tornar presente alguém ou que na verdade não está lá. A outra maneira de definir teatro é considerá-lo o lugar, o espaço físico onde os atores representam seu papel.

Teatro da Trindade em Lisboa, Portugal.
Teatro da Trindade em Lisboa, Portugal.

O teatro através dos tempos

As primeiras representações teatrais vieram da necessidade do ser humano de expressar alegrias e tristezas para seus semelhantes e para os deuses. Elas, portanto, faziam parte de rituais religiosos.

O teatro como arte, porém, teve origem na Grécia antiga, por volta do século VII a.C. Com o teatro grego surgiu o teatro como o conhecemos hoje: atores que representam uma história diante da plateia. Vários autores gregos têm suas peças representadas até os dias atuais, como Eurípides, na tragédia, e Aristófanes, na comédia.

Muito tempo depois, por volta do século XII, havia na Europa dois tipos de teatro: o da Igreja, com encenações da vida cristã, e o dos saltimbancos, grupos de atores que viajavam em carroças de cidade em cidade. Esse tipo de teatro itinerante, que não tem endereço fixo, é chamado hoje de teatro mambembe. Ele deu origem também ao circo.

No Renascimento, no século XVI, surgiu na Itália a commedia dell’arte, com atores que utilizavam recursos variados, como mímica (atuação apenas com gestos, sem uso da voz), malabarismo, dança, canto, etc. Eles representavam personagens como Arlequim, Colombina, Polichinelo, etc.

No mesmo século, nasceu na Inglaterra o dramaturgo William Shakespeare (1564-1616), considerado o maior de todos os tempos. São dele peças famosas como Romeu e Julieta, Hamlet, Otelo, O mercador de Veneza, A megera domada e Rei Lear.

No século XVIII, com a Revolução Industrial, foram introduzidas no teatro inovações que deram mais realismo aos cenários.

O século XX caracterizou-se pela pluralidade de tendências e experiências. Merecem destaque, entre outros, o dramaturgo alemão Bertolt Brecht (1898-1956) e o dramaturgo irlandês Samuel Beckett (1906-1989).

Os elementos e os profissionais do teatro

O primeiro elemento do teatro é o ator. É ele que “empresta” sua voz e seu corpo à história que será representada. Mas o trabalho do ator depende de outro elemento: o texto. Esse texto, por sua vez, foi escrito pelo dramaturgo, o autor de teatro. Por fim, temos o elemento sem o qual o trabalho do ator não teria sentido: o público.

Assim como na dança, o espetáculo teatral depende do trabalho coletivo de vários profissionais: o diretor, o cenógrafo, o sonoplasta, o iluminador e o figurinista, entre outros.

COMPARTILHE

Faça seu comentário