Em uma época de mudanças e incertezas, a Administração tornou-se o centro da atividade humana. O mundo moderno se caracteriza por organizações nas quais o esforço cooperativo do homem é a base fundamental da sociedade. A tarefa básica da Administração é fazer as coisas por meio das pessoas de maneira eficiente e eficaz. Nas organizações – indústrias, comércio, serviços públicos, hospitais, universidades, instituições militares ou qualquer outro empreendimento humano – a eficiência e a eficácia dependem da capacidade daqueles que exercem a função administrativa.

Conteúdo e objeto de estudo da Administração

A palavra administração vem do latim ad (direção, tendência para) e minister (subordinação ou obediência) e significa aquele que realiza uma função sob o comando de outrem, isto é, aquele que presta um serviço a outro. A palavra sofreu uma radical transformação em seu significado original. A tarefa da Administração passou a ser a de interpretar os objetivos da organização e transformá-los em ação organizacional por meio de planejamento, organização, direção e controle dos esforços realizados em todas as áreas e níveis da organização, a fim de alcançar tais objetivos e garantir a competitividade em um mundo de negócios concorrencial e complexo. A administração é o processo de planejar, organizar, dirigir e controlar o uso de recursos a fim de alcançar objetivos organizacionais.

O conteúdo do estudo da Administração varia de acordo com a teoria considerada. Cada autor aborda as variáveis e os assuntos dentro da orientação teórica de sua teoria.

O estado atual da Teoria Geral da Administração (TGA)

Há um efeito cumulativo e abrangente das diversas teorias com suas diferentes contribuições e enfoques. Todas são válidas, embora cada qual valorize uma ou mais variáveis básicas. Cada teoria administrativa surgiu como resposta aos problemas empresariais relevantes de sua época e todas foram bem-sucedidas nas soluções específicas para tais problemas. Assim, todas as teorias administrativas são aplicáveis às situações atuais e o administrador precisa conhecê-las para ter à sua disposição uma naipe de alternativas para a situação.

A TGA estuda a administração das organizações do ponto de vista da interação e da interdependência entre seis variáveis principais: tarefas, estrutura, pessoas, tecnologia, ambientes e competitividade. A adequação entre essas variáveis constitui o desafio da Administração.

Habilidades necessárias ao administrador na sociedade moderna

Habilidade técnica

Envolve o conhecimento especializado, habilidade analítica dentro da especialização e facilidade no uso das técnicas e do instrumento. A habilidade técnica é adquirida por meio de experiência, educação e treinamento profissional.

Habilidade humana

Refere-se às aptidões para trabalhar com pessoas e para obter resultados por meio dessas pessoas.  Grande parte do sucesso do administrador estar em saber se relacionar, uma vês que interagem dentro e fora da organização, essa habilidade de relacionamento é fundamental.

Habilidade conceitual (visão sistêmica)

Implica a capacidade de se posicionar no ponto de vista da organização, perceber com as várias funções são interdependentes e como uma alteração em uma delas afeta todas as demais. Seu olhar deve estar para dentro e fora da organização deverá exercer a função de generalista a fim de contribuir com o desempenho máximo da organização.

A Administração e a sociedade moderna

A Administração é um fenômeno universal no mundo moderno. As organizações precisam alcançar objetivos em um cenário de concorrência acirrada, tomar decisões, coordenar múltiplas atividades, conduzir pessoas, avaliar o desempenho dirigido a metas, obter e alocar recursos. Numerosas atividades administrativas são desempenha por vários administradores e orientadas para áreas e problemas específicos, e precisam ser realizadas e coordenadas de maneira integrada e coesa em cada organização. O administrador é um agente  – não só de condução do cotidiano – da mudança e da transformação das empresas, levando-as a novos rumos, novos processos, objetivos, estratégias, tecnologias e novos  patamares; ele é um agente educador e orientador, pois sua orientação modifica comportamentos e atitudes das pessoas; é um agente cultural pois com seu estilo de Administração modifica a cultura organizacional. O administrador deixa marcas profundas na vida das pessoas, pois lida com elas e com seus destinos e influência o comportamento de clientes, fornecedores, concorrentes e demais organizações humanas. Sua influência é, por tanta interna e externa.

Perspectivas futuras da Administração

Nos próximos anos, o mundo verá o fim da forma organizacional de hoje – a organização burocrática que ainda predomina em muitas organizações – e novas arquiteturas organizacionais surgirão para as novas demandas da era pós-industrial. Cada época desenvolve uma forma organizacional apropriada às suas características e exigências. As franquezas da tradicional organização burocrática são os germes dos futuros sistemas organizacionais devido a três aspectos.

  1. Mudanças rápidas e inesperadas no mundo dos negócios e no campo do conhecimento, e explosão populacional, impondo novas e crescentes necessidades a que as atuais organizações não têm condições de atender;
  2. Crescimento e expansão das organizações mais complexas e globalizadas;
  3. Atividades que exigem pessoas de diversas competências, trazendo problemas de coordenação e de atualização em fase das rápidas mudanças.
O que você acha?

O administrador deve estar focalizado no futuro se desejar preparar sua empresa para enfrentar os novos desafios que surgem, seja através de novas tecnologias, novas condições sociais e culturais, novos produtos e serviços. Além disso, deve pensar globalmente (ver o mundo) e agir localmente (atuar na empresa). Para levar sua empresa a excelência, o administrador deve ter espírito empreendedor, aceitar desafios, assumir riscos e possuir um senso de inconformidade sistemática. Somente assim o administrador pode conduzir sua empresa a uma situação melhor.

A tarefa administrativa tende a ser incerta e desafiadora pelas mudanças e transformações cheias de ambiguidade e incertezas. O administrador se defrontará com problemas multifacetados e complexos, e sua atenção será disputada por eventos e grupos situados dentro e fora da organização que lhe proporcionarão informações contraditórias e complicarão seu diagnóstico e sua visão dos problemas ou das situações a enfrentar: são às exigências da sociedade, dos clientes, fornecedores, agências regulamentadoras, concorrentes, expectativas da alta administração, dos subordinados, acionistas etc. Tudo isso afetará  e complicará a tarefa administrativa de planejar, organizar, dirigir e controlar uma empresa eficiente e eficaz. Vários fatores provocarão impactos sobre as organizações, como:

  • Crescimento das organizações – O crescimento é decorrência inevitável do êxito organizacional.
  • Concorrência mais aguda – Ao mesmo tempo que aumenta mercados e negócios, crescem os riscos da atividade empresarial. As empresas precisam investir em pesquisas e desenvolvimento e tecnologia para criarem novos produtos/serviços.
  • Sofisticação da tecnologia – O uso da tecnologia das telecomunicações, de computador e dos transportes impele a internacionalização das operações das empresas, causando impactos sobre as organizações.
  • Taxas elevadas de inflação – os custos de energia, das matérias-primas, trabalho humano e do dinheiro estão se elevando. A sobrevivência e o lucro dependerão de maior produtividade.
  • Globalização da economia e internacionalização dos negócios – O esforço de exportar e criar subsidiarias para deitar raízes em territórios estrangeiros é um fenômeno que influência as organizações e sua administração.
  • Viabilidade maior das organizações – Enquanto crescem, as organizações tornam-se competitivas, sofisticadas, internacionalizam-se e aumentam sua influência ambiental.  A organização jamais será ignorada pelos clientes, fornecedores, imprensa, sindicatos, governo etc., e isso influenciará seu comportamento.

Esses desafios trarão uma consequência para a administração das organizações: a administração da incerteza. Novas formas de organização serão necessárias e novas mentalidade dos administradores será imprescindível para os novos tempo.

COMPARTILHE